“Lugar de mulher é na cozinha”, essa frase me marcou profundamente não sei precisar quando, só sei que me causou tanta revolta que esse espaço da casa se tornou um lugar nunca visitado por mim para cozinhar, até pouco tempo. Na minha resistência feminina, acreditava que ele era oprimente e que poderia roubar minha inteligência.

 

Ainda bem que estou sempre disposta a mudar, se achar que é pra melhor, e após 40 anos resolvi fazer as pazes com a cozinha. Descobri nela um lugar de afeto, saúde, reconstrução e porque não também de guloseimas rsrsrs. Por isso, vou compartilhar com vocês uma receita de brownie rápida e deliciosa, anota aí:

Brownie com cerveja preta

Ingredientes

300g de chocolate meio amargo

100g de manteiga

3 ovos

1 xícara de açúcar

1 xícara de farinha de trigo

½ xícara de cerveja preta

Modo de Preparo

- Derreta o chocolate no micro-ondas, aquecendo de 30 em 30 segundos e misturando até ele ficar homogêneo;

- Derreta a manteiga até ficar líquida;

- Em um recipiente, coloque os ovos, o chocolate derretido, a manteiga derretida, a cerveja preta e misture;

- Adicione o açúcar e a farinha e mexa bem;

- Leve ao forno em uma forma untada num tempo de 20 a 30 minutos a 180°. (Tem que ficar de olho pra saber se ele já está pronto)

Delíciaaaaaaaaaaaa, me digam o que acharam ; )

Pesquisa

Destaques

Estilo é ser você

Crédito: Tiago LimaCrédito: Tiago LimaAcompanhar a moda é difícil, toda hora recebemos informações sobre novidades e o que se deve usar ou deixar de usar, dá uma canseira danada. Mas, pode ser que mesmo você consiga acompanhar o mundo frenético fashion, ainda não alcance o resultado desejado, ter seu próprio estilo. Vamos falar sobre isso agora?!

Leia mais...

Quem dança seus males espanta

Apresentação no Teatro de Cultura PopularApresentação no Teatro de Cultura Popular

Ainda lembro o dia que entrei na sala do estúdio que eu frequento. Era a primeira aula de tribal, uma fusão de dança do ventre com outros estilos, e quando a professora ia pra um lado, eu ia para o outro. Envergonhada, fiquei lá traz desejando ser invisível, embora não escapasse dos olhos atentos da professora. O meu corpo não acompanhava o raciocínio do movimento e eu pensava, estou com 39 anos isso não vai dar certo.

Leia mais...

.

12789